18 de dez de 2009

Feliz Natal aos meus alunos e parceiros

 O que falar deste ano de 2009...















Depois de um ano de 2008 bem turbulento disse a mim mesma:  2009 vai ser o ano da volta à fotografia!!!
E foi mesmo, comecei bem com minha amiga Lourdes Bueno dirigindo nosso Palácio das Artes, onde fiz questão de me doar para um grande workshop: “do Analógico ao Digital” com mais de oitenta participantes.
Veio os alunos da Oficina, como não poderia de mencionar a turma dos “meninos e as meninas”, alunos que me fizeram rir e aprender que desta vida só leva conhecimento e alegria.
Depois um boa participação da Oficina no pda para o DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA PINHOLE 26 de abril de 2009.
E quando pensei em ser voluntária de um curso de seis meses no pda, já sabia que minha vida tomaria novos rumos, 17 participantes ativos e incansáveis aos meus ensinamentos... Mais o quanto aprendi com eles, tanto que ainda não nos separamos e estamos organizando uma grande exposição para janeiro. E o nascimento do grupof9 que ainda brilhará muito em 2010.
E em Julho deste ano pude apresentar as fotos que fiz em homenagem a Santa Teresinha do Menino Jesus, sendo a 1ª expo de uma fotógrafa no nosso Palácio da Artes.
E o que o dizer da feira 17ª PHOTOIMAGEBRAZIL 2009, onde fui com 22 alunos e ainda ganhei no sorteio uma compacta da Canon (que deu o que falar...)
Alunos maravilhosos entraram no segundo semestre da Oficina
E obrigada também a todos os meus clientes, que neste ano usaram meus serviços e confiaram em meus clicks.
E os emails do Diretor do Instituto Português de Fotografia, onde sempre me dá a força para continuar.
Só tenho a agradecer a cada um de vocês, se eu falar algum nome estaria me comprometendo porque todas, mesmo todas estas pessoas me fizeram feliz demais e espero que eu possa ter contribuído em suas vidas levando a eles o conhecimento de uma arte da qual não consegui ficar sem “FOTOGRAFIA”
Também quero agradecer minha família que sempre esteve junto de mim, e minha madrinha de Crisma Lourdes dos Santos que foi a primeira que me trouxe a Mãe Rainha a mãe do meu Jesus, Este Deus que me acumula de bem e nunca me abandona.
Em 2010 muitas lutas virão, mais às alegrias serão mais fortes no que depender de mim para com todos.
Obrigado a todos!

Exposição pda















São Paulo por Cristiano Mascaro

Cristiano Mascaro traz “Todos os Olhares” ao Palácio das Artes

A exposição está composta por 26 fotografias captadas em diferentes
cidades brasileiras, da década de 80 aos dias atuais.
A exposição é gratuita, e fica na Galeria Nilton Zanotti, no Palácio das Artes,
de 24 de novembro a 7 de fevereiro, com visitação de terça-feira a sábado,
das 14 às 18 horas.
“Todos os Olhares” chega à Praia Grande através do Instituto Tomie Ohtake,
em parceria com o Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP),
da Secretaria de Estado da Cultura, a ACAM Portinari e Prefeitura de Praia Grande.


Fonte: http://www.praiagrande.sp.gov.br/pgnoticias/

16 de jun de 2009

Oficina da Pinhole – gratuito




Workshop - gratuito
Oficina Pinhole



dias 21/22 e 23 de julho
no Palácio das Artes

idade 15 anos - vagas limitadas

28 de fev de 2009

FOTOGRAFIA 3D




Fotografia em 3D, observar com óculos de 3d (olho esquerdo vermelho, olho direito azul )

15 de jan de 2009

Pinhole


Praia do Forte - PG


Portinho - PG


Natureza Morta



Fotos feita em lata de leite em pó

PINHOLE - Câmara pinhole é uma câmara fotográfica sem lente. A designação tem por base o inglês, pin-hole, "buraco de alfinete" e é usada para referir a fotografia estenopeica. Este tipo de fotografia é uma prática econômica e simples pois utiliza uma qualquer caixa em que a luz não penetre. A existência de um pequeno furo, estenopo do grego stenopo e que em português permite designar este tipo de fotografia por Fotografia Estenopeica.

A pinhole consiste numa maneira de ver uma imagem real, através de uma câmara escura. De um pequeno orifício onde a luz é captada para dentro da câmara, e sofrendo um movimento de inversão, a imagem é projetada para a parede oposta ao orifício ao contrario. Para produzir uma imagem razoavelmente nítida, a abertura tem que ser um furo pequeno na ordem de 0,02 polegadas (0,5 mm) ou menos. O obturador da câmera pinhole geralmente consiste de uma mão espalmada ou de algum material à prova de luz para cobrir e descobrir o furo. As câmeras pinhole requerem um tempo maior de exposição do que as câmeras convencionais devido à pequena abertura; os tempos de exposição vão de 5 segundos a até mais de uma hora.









Erik Maeda

Aluno




Paula Cristina

Aluna






Vanda Pupo

Aluna




Silvia Diogo

Aluna


Carla Suzana

Aluna